25 fev 2016

Dor no tornozelo – Causas e tratamentos.

O que é Dor no tornozelo?

Dor no tornozelo diz respeito a qualquer desconforto em um ou ambos os tornozelos.

Causas

A dor do tornozelo normalmente se dá por uma torção.

  • A torção do tornozelo é uma lesão nos ligamentos, que conectam os ossos entre si
  • Na maioria dos casos, a torção do tornozelo é para dentro, causando pequenas lacerações nos ligamentos. A laceração provoca inchaço e hematomas, tornando difícil aguentar o peso sobre a articulação.
  • Além das torções dos tornozelos, a dor também pode ser causada por:

  • Lesão ou inchaço dos tendões (que ligam os músculos ao osso) ou da cartilagem (que amortece as articulações)
  • Infecção nas articulações do tornozelo
  • Osteoartrite, gota, artrite reumatoide, Síndrome de Reiter e outros tipos de artrite
  • Entre os problemas em áreas próximas ao tornozelo que podem causar dor estão:

  • Bloqueio de vasos sanguíneos na perna
  • Dor ou lesões no calcanhar
  • Lesões nos nervos (como a síndrome do túnel do tarso ou ciática)
  • Buscando ajuda médica

    Procure um hospital se:

  • Sentir dor forte mesmo quando não estiver suportando peso
  • Suspeitar de algum osso quebrado (a articulação aparenta estar deformada e a perna não consegue suportar peso)
  • Ouvir um estalo e em seguida não conseguir mover a articulação.
  • Ligue para o médico se:

  • O inchaço não diminuir em dois ou três dias
  • Tiver sintomas de infecção: a área fica vermelha, mais dolorida ou quente, ou febre acima de 38°C
  • A dor não desaparecer após várias semanas
  • Outras articulações também estiverem comprometidas
  • Apresentar um histórico de artrite e aparecerem novos sintomas
  • Medicamentos para Dor no tornozelo

    Uma dor no tornozelo pode ter diversas causas, de modo que o tratamento varia de acordo com o diagnóstico estabelecido pelo médico. Por isso, somente um especialista capacitado pode dizer qual o medicamento mais indicado para o seu caso, bem como a dosagem correta e a duração do tratamento.

    Siga sempre à risca as orientações do seu médico e NUNCA se automedique. Não interrompa o uso do medicamento sem consultar um médico antes e, se tomá-lo mais de uma vez ou em quantidades muito maiores do que a prescrita, siga as instruções na bula.

    Fonte: minhavida.com.br

    Leave a Comment